Google+ */?>
  • Artigos
  • Carreira
17 erros comuns de português cometidos na vida pessoal e profissional

17 erros comuns de português cometidos na vida pessoal e profissional

2 de Maio de 2016

  • Será que frequentemente cometemos erros sem o saber?

    A forma como nos expressamos muitas vezes afeta a forma como somos vistos por quem nos rodeia. Neste âmbito, o nosso ‘português’ falado e escrito acaba muitas vezes por ser determinante tanto na nossa vida pessoal, tendo igualmente implicações na nossa vida profissional.

    Diz-se que as novas tecnologias vieram trazer alguma ‘preguiça’ na forma como os mais jovens escrevem, contribuindo muitas vezes para acontecerem alguns erros de gramática. Por outro lado, desde sempre ouvimos os mais velhos dizer que ‘antigamente é que se aprendia bem’ e os ‘jovens de hoje em dia não sabem escrever’.

    Deixamos abaixo alguns exemplos de erros de português que são comuns:

    1- Porque / Por que
    Não o encontrei por que fui por outro caminho. Errado
    Não o encontrei porque fui por outro caminho. Certo.

    Explicação: Porque, junto e sem acento, é uma conjunção e serve para ligar duas ideias. É usado quando a segunda parte apresenta uma explicação ou causa em relação à primeira.

    Se tens dúvidas podes substituir o ‘por que’ por ‘para que’ ou ‘pelo qual’.
    Exemplo: Este é o caminho por que (pelo qual) estamos habituados. Não sei por que (razão) ele foi embora.

    2- Porquê / Por quê
    Ele resolveu demitir-se do emprego e eu nem sei porquê. Errado
    Ele resolveu demitir-se do emprego e eu nem sei por quê. Certo
    Ele resolveu demitir-se do emprego e eu nem sei o porquê. Certo

    Explicação: Porquê, junto e com acento, normalmente substitui as palavras ‘razão’, ‘causa’ ou ‘motivo’. Costuma ser precedido por um ‘o’ ou ‘um’.

    3-Se não / Senão
    Senão queres, por favor sai e deixa outro entrar. Errado
    Se não queres, por favor sai e deixa outro entrar. Certo

     

    4-Eminente / Iminente

    Existe um risco eminente de cairmos se continuarmos assim. Errado
    Existe um risco Iminente de cairmos se continuarmos assim. Certo

    Explicação: Iminente significa que algo que está prestes a acontecer. Eminente é um adjectivo que significa alto, grande, elevado.

     

    5- A grama / O grama
    Eu quero duzentas gramas de queijo. Errado
    Eu quero duzentos gramas de queijo. Certo

    Explicação: normalmente associação a palavra grama ao género feminino, mas esta palavra assume o género masculino.

     

    6- Na minha opinião pessoal / na minha opinião
    Na minha opinião pessoal acho que esta situação não pode ser mais tolerada. Errado
    Na minha opinião acho que esta situação não pode ser mais tolerada. Certo

    Explicação: Se a opinião é minha, é pessoal. Seria como dizer ‘subir para cima’.

     

    7- Multidão de pessoas / Multidão
    Uma multidão de pessoas entrou ontem por aqui e eu não pude fazer nada. Errado
    Uma multidão entrou ontem por aqui e eu não pude fazer nada. Certo

    Explicação: Dizer multidão de pessoas é igualmente um pleonasmo. Diz-se apenas ‘uma multidão’.

     

    Deixamos abaixo também, um conjunto de expressões portuguesas que muitas vezes são ditas de forma errada:

    – Mal e parcamente (certo) vs. Mal e porcamente (errado);
    – Ovelha ronhosa (certo) vs. Ovelha ranhosa (errado);
    – Olhos azul-escuros (certo) vs. Olhos azuis escuros (errado);
    – Atenazar (certo) vs. Atazanar (errado);
    – Quando muito (certo) vs. Quanto muito (errado);
    – Ribaldaria (certo) vs. Rebaldaria (errado);
    – Há uma semana (certo) vs. Há uma semana atrás (errado);
    – Escravismo (certo) vs. Esclavagismo (errado);
    – Bandidismo (certo) vs. Banditismo (errado);
    – Passada uma semana (certo) vs. Passado uma semana (errado).

    Ajudou? Se sim, partilha o artigo!

  • Artigos Relacionados