Google+ */?>
  • Artigos
  • Inovação
70% dos jovens adultos padecem da ‘doença do olho digital’. Como prevenir?

70% dos jovens adultos padecem da ‘doença do olho digital’. Como prevenir?

30 de Setembro de 2015

  • Hoje em dia passamos a maior parte do nosso tempo a olhar para diversos ecrãs, sejam eles o monitor do computador, o telemóvel, etc.

    Um estudo levado a cabo pelo Vision Council (EUA) conclui que cerca de 70% dos jovens até 35 anos sofrem do ‘distúrbio do olho digital’, ou em inglês ‘digital eye strain’.

    Este estudo diz também que cerca de 38%  destes jovens passa uma média de nove horas diárias a olhar para ecrãs, sejam eles, o monitor do computador, o telemóvel, tablet, televisão, etc.

    Estes números resultam de entrevistas a 110 mil pessoas nos Estados Unidos e revela também um dado preocupante em relação aos mais novos. Cerca de 15% das crianças e jovens nascidos a partir de 1997, não têm qualquer restrição dos pais em relação a passar mais de 15h por dia a olhar para ecrãs, seja por culpa das redes sociais, videojogos, etc.

    Os sintomas deste distúrbio ocular podem incluir irritação dos olhos, dores de cabeça, olhos cansados e olheiras, além das vulgares dores de costas e pescoço, muitas vezes resultado de más posturas prolongadas. Estes sintomas aparecem igualmente devido à exposição prolongada àquela que é chamada a frequência de luz azul (HEV – high energy visible) que provoca danos nas células da retina.

    O que podemos fazer para nos protegermos?

    1- (Tentar) Piscar mais os olhos
    Quando estamos a olhar para ecrãs, como por exemplo a ler textos como este, piscamos menos vezes os olhos, acabando por lubrificar menos os olhos. Tentando piscar mais os olhos, através da lubridificação, vamos conseguir minimizar os danos da luz do ecrã.

    2- Regra dos 20/20/20
    Quando estiveres a olhar para um ecrã, tenta que a cada vinte minutos, olhes para outro ponto que esteja a vinte pés (seis metros) durante 20 segundos. Isto faz que regules a distância focal dos teus olhos.

    3-Iluminação do monitor
    Tenta não estar num local escuro, onde a única luz a que os teus olhos estejam expostos seja a do ecrã.

    4- Consulta um médico
    Se por razões profissionais ou apenas por lazer tens a noção que passas muitas horas a olhar para ecrãs, consulta um médico especialista pelo menos uma vez por ano para aferir possíveis danos nos teus olhos.

  • Artigos Relacionados