Google+ */?>
  • Artigos
  • Carreira
7 sinais que podem dizer que vais ser despedido

7 sinais que podem dizer que vais ser despedido

18 de Março de 2014

A maior parte daqueles que têm um emprego, vêem a segurança do seu posto de trabalho ameaçada, quando há alguns sinais que se manifestam dentro da empresa. Rumores sobre dificuldades financeiras na empresa são sempre fatores críticos para suscitar a dúvida nos colaboradores.

Em todo o caso, estas situações normalmente são de difícil gestão pela empresa, porque quando as dificuldades surgem, o processo da tomada de decisão não é rápido, e para as partes envolvidas acaba por ser um período longo e doloroso, pois as chefias normalmente não podem deixar passar qualquer informação para as suas equipas.

Assim sendo, podemos sempre estar a atentos a diversos sinais que denotam a possibilidade de termos o posto de trabalho em risco:

1. Recebes cada vez menos projetos, tarefas ou responsabilidades?

Em qualquer local de trabalho estamos habituados a certo ritmo de trabalho, e consequentemente a um fluxo de projetos e responsabilidades que nos vão sendo atribuídos. Quando somos um possível alvo para despedimentos, é de esperar que nos atribuam cada vez menos tarefas. Em todo o caso, uma boa comunicação com a chefia direta é sempre uma mais valia para minimizar situações de más-interpretações.

2. Já não és convidado(a) para reuniões importantes?

Quando se aproxima uma decisão de despedimento, será normal não sermos escolhidos para marcar presença nas reuniões onde se tomam decisões importantes. É de esperar igualmente que os gestores ou chefias que supostamente fiquem na empresa, comecem a monopolizar a informação existente.

3. O teu chefe já não é o mesmo contigo?

Se a tua relação com a chefia direta de repente muda, será caso para avaliar o que se passa.
Se te começas a perguntar pela presença do teu chefe, como perguntas ‘Onde está o Wally?’, o melhor é tentares algum tipo de contacto breve. Caso não consigas enviar um e-mail,  telefonar ou visitar o chefe no gabinete sem esbarrar com uma barreira ou desculpas, é sinal que o chefe está a usar a táctica da evasão. Quando sentirmos que o chefe evita a comunicação ou o conflito, é hora de ir atualizar o currículo.

4. A tua Avaliação de Desempenho chegou pior que a habitual

Se, de repente recebes uma avaliação mais pobre que a habitual e se tens recebido mais críticas negativas que nunca, normalmente significa que algo não vai bem. Tenta perceber o que podes melhorar, de forma a receberes um feedback mais positivo do teu trabalho. Caso nada mude, é melhor estar atento a possíveis despedimentos.

5. Os teus colegas estão a evitar-te

Sentes que já não és incluído nas conversas como no passado? Nas pausas do trabalho, no café, os teus colegas mantêm conversas mais fechadas do que o habitual? Quando há notícia ou rumor que alguém será despedido, aqueles que têm a informação quererão evitar o desconforto de falar e conviver, limitando as interações sociais existentes.

6. Alguém com as mesmas competências que tu é contratado

Se notas que a quantidade de trabalho e a exigência das chefias nas tuas funções ou tarefas não aumentaram exponencialmente, e verificas que a empresa acaba de contratar alguém com um perfil de competências muito semelhante ao teu, pode ser um mau sinal. Tenta averiguar se existem novos projetos a surgir que justifiquem essa nova contratação. Caso não existam é melhor estar atento ao teu lugar na empresa.

7. Pediram-te a entrega de dossiers e dados completos de processos?

Quando tencionam passar o teu trabalho ou tarefas para outra pessoa, normalmente pedem que passes as informações e documentos relacionados com os processos em que trabalhas. Até aqui, tudo bem. Agora, quando isto acontece de repente e sem percebermos o motivo pelo qual as tarefas estão a passar para outra pessoa, é caso para nos preocuparmos.

  • Artigos Relacionados