Google+ */?>
  • Artigos
  • Carreira
Alerta! Os 7 maiores erros na tua procura de emprego

Alerta! Os 7 maiores erros na tua procura de emprego

26 de Maio de 2014

Depois de teres enviado algumas dezenas (se não centenas) de candidaturas, continuas a não ter resposta dos empregadores?

Já todos sabemos que o mercado está difícil, mas há erros que são cometidos na candidatura que tornam ainda mais complicada a oportunidade de ir a uma entrevista. Vê aqui alguns:

1. Preguissa em verificar os erros ortográficos no currículo.

Acredita que para quem está haver o teu currículo isto pode ser algu muito irritante. Não basta confiar no corrétor automático do compotador. É impurtante que lei-amos com atenção tudo o que escrevemos, mesmo em voz alta para ter a certesa que não cometemos erros. E não está escluída a hipótese de pedir a amigos que o leiam também! (É irritante ler com erros , não é?)  Nota: erros propositados!

2. Não explicar bem a experiência de trabalho.

Existem muitos candidatos que não explicam bem o que fizeram no passado. Ora, quem está a analisar candidaturas, procura uma imagem transparente dos candidatos e daquela que é a sua experiência. É importante elencar e listar de forma específica as responsabilidades que tivemos nos postos de trabalho anteriores.

3. Disparar para todo o lado.

Outra das razões que contribui para não recebermos uma chamada para uma entrevista é o facto de enviar candidaturas indiscriminadamente. Quantidade não significa qualidade, como sabemos. Importa ler as descrições das posições às quais nos candidatamos, e se são ajustadas à nossas competências e experiência. Escolhe melhor as posições às quais te candidatas.

4. O teu endereço de e-mail é infantil.

Se estás a enviar currículos com o e-mail cristininha83@gmail.com, pensa melhor  na impressão que estás a causar. Se queres parecer profissional, com este tipo de e-mails não o vais conseguir. Cria um novo e-mail, usando os teus nomes e usa-o para contactos profissionais.

5. Sonhas alto demais?

Estás a candidatar-te a posições para as quais não tens competências ou experiência suficientes? Todos temos aspirações em subir na carreira, mas convém ler atentamente os requisitos colocados nos anúncios de emprego, para que não gastarmos tempo precioso em candidaturas que à partida não teremos hipóteses.

6. Não fazes networking?

Se apenas procuras emprego nos sites da internet, temos uma novidade para ti. Em média, apenas 14% das pessoas conseguem emprego através dos sites de emprego. Qual é a solução? Cultivar o teu networking. Estabelece contactos e cultiva relações com pessoas da tua área, ou que aches que sejam interessantes nesta tua procura. Lê o nosso artigo sobre networking.

7. O teu perfil online é inexistente ou questionável?

Hoje em dia os recrutadores procuram saber mais sobre os candidatos, do que aquilo que é mostrado no currículo ou na carta de apresentação. O primeiro passo que tomam, será procurar pelo teu nome no Google. Caso não encontrem nada, provavelmente irão parar à tua página do Facebook e por isso, terás que ter alguma cautela com os conteúdos partilhados na mesma.

Em oposição, será sempre mais interessante ter uma página no linkedin, onde possas estar relacionado com pessoas que atestem as tuas competências, ou até mesmo ter um site próprio com os teus trabalhos.

Nota: Os erros ortográficos do ponto 1 são propositados.

  • Artigos Relacionados