Google+ */?>
  • Artigos
  • Carreira
Currículo profissional: regras e tendências a não esquecer para 2015

Currículo profissional: regras e tendências a não esquecer para 2015

6 de Março de 2015

A componente visual e a forma como dispões a informação são factores importantes na forma como os recrutadores irão avaliar o teu currículo.

Pois é, o tempo passa e novas tendências vão aparecendo ou intensificando-se no que toca aos formatos e conteúdos de um currículo profissional. Uma coisa é certa, cada vez mais a originalidade e a criatividade são qualidades importantes no mercado de trabalho, e podes começar mesmo antes da candidatura a mostrar isso mesmo aos recrutadores através da estrutura e conteúdo do teu cv.

Deixamos abaixo algumas tendência que têm sido valorizadas e que continuarão a sê-lo durante este ano:

1- A Componente visual

Se o conteúdo é rei no currículo, então o design é a raínha. A forma de organizar e dispor a informação é preponderante no sucesso que iremos ter em orientar o olhar do recrutador para aquilo que é mais importante de ser lido.

Uma tendência que se tem notado é aquela que responde ao mote que ‘uma imagem vale mais do que mil palavras’. Por isso, se uma imagem vale mais do que mil palavras, os gráficos ou os infográficos podem ajudar a valer. Não esquecer da cor!

Assim como, caixas de texto, que possam dar destaque a elementos chave do cv. Um pouco à imagem das caixas que vemos utilizadas nas revistas. São fulcrais para chamar a atenção, certo?

2- Incluir um vídeo

Será correto afirmar que os os cv’s em vídeo nunca irão substituir totalmente os cv’s escritos. Em todo o caso será igualmente correto dizer que um vídeo pode ser um ótimo complemento ao teu currículo.

Um vídeo de apresentação de por exemplo 30 segundos, dá oportunidade ao recrutador de ter um contacto mais próximo de quem tu és na verdade. A personalidade, a presença, assim como uma vertente cultural é passada num vídeo e pode ser fulcral para ajudar o recrutador a decidir se esse conjunto de qualidades são as procuradas.

Uma boa forma de o fazer é incluir um link do teu vídeo no cv escrito e convidar o recrutador à sua visualização.

3- Ter formatos de cv que se ajustem ao mobile e outros dispositivos

Cada vez mais acedemos à net através do nosso telemóvel ou tablet, e apesar de, no nosso país ainda estar em crescimento, noutros países a percentagem de tráfego mobile é já soberana e continua a crescer.

Assim sendo é válido assumir que os recrutadores também poderão receber e visualizar a tua candidatura no seu telemóvel ou tablet e terá de conseguir abrir e ver o teu currículo na perfeição. Grava o cv em pdf, por exemplo, e tenta abri-lo nas diversas plataformas para confirmar se o mesmo mantém a estrutura que procuras.

Lembra-te que não queres passar ao recrutador a imagem de que não dominas minimamente estas tecnologias.

4- O cv para o networking

Pensa em teres cv’s mais curtos e específicos para entregares às pessoas com quem estás a fazer networking no momento.

Não é necessário ser um documento que tenha toda a tua história profissional e de formação, antes que mostre aquelas que são as tuas competências-chave e a tua proposta de valor para a pessoa / empresa / indústria em questão.

Neste tipo de cv’s, que se aconselha que tenha apenas uma página, o uso das componentes visuais que falamos atrás é importante, como sejam os gráficos, infográficos, caixas de texto, sombras, a cor, etc.

Esta pessoa com a qual estas a tentar estabelecer uma ligação, precisa apenas de saber que se procurar ou tiver conhecimento de alguma oportunidade, pode rapidamente ficar a saber se és a pessoa indicada para iniciar contactos.

Em suma, incluir as competências-chave e ser incisivo na proposta de valor que podes acrescentar.

Conclusão
Lembra-te que o currículo é  como se fosse o story-telling da tua carreira e não o obituário da mesma. Tenta evitar os formatos antigos e aborrecidos que listam tarefas genéricas e descrições de funções. Tenta focar-te em resultados, conquistas e coisas importantes realizadas. Demonstra sempre valor!

  • Artigos Relacionados