Google+ */?>
  • Artigos
  • Carreira
Entrevista: os 7 erros de linguagem corporal a evitar!

Entrevista: os 7 erros de linguagem corporal a evitar!

29 de Abril de 2014

Imagina que a tua empresa de sonho está a contratar e tu fazes o teu trabalho de casa. Fazes a carta de apresentação perfeita, atualizas o teu currículum vitae e estás confiante que terás sucesso neste recrutamento.

Ao sair da entrevista, agradeces ao entrevistador o tempo dispendido e despedes-te dele(a). E se te dissessem que neste bocadinho acabaste de destruir as tuas hipóteses de sucesso? Como?

O teu aperto de mão foi fraco e o teu contacto visual foi pobre.

A linguagem não-verbal e os sinais são alvo de uma avaliação não-consciente, a partir do momento que entras na entrevista. Estes sinais podem transmitir ou não, se és uma pessoa confiável, credível, simpática, autoconfiante, etc.

Aqui ficam os 7 erros de linguagem corporal mais comuns:

1. Má postura.

É importante estar ciente da postura a todo o momento. Há quem não perceba que a entrevista de emprego começa na sala de espera.  A melhor forma de transmitirmos segurança e credibilidade será não nos desleixarmos na forma como estamos sentados na receção.

Quando nos sentamos com as costas e pescoço direitos, ombros e orelhas alinhados, peito ligeiramente saliente, fazemos com que o nosso cérebro nos ‘diga’ que somos mais fortes e confiantes, aumentando a nossa auto-confiança, transmitindo aos outros mais força, credibilidade e vitalidade.

 2. Mau aperto de mão.

O aperto de mão deve ser o mais natural possível. É aconselhável aguardar que o entrevistador estenda primeiro a mão. Não devemos fazer demasiada força, nem espalmar a mão na horizontal. Deve ser um aperto firme em posição vertical.

 3 . Palmas das mãos suadas.

Não há nada pior do que apertar a mão de alguém que tem a palma da mão húmida .

Caso tenhas este problema devido aos nervos, é aconselhável lavar as mãos em água fria, antes de entrar. Isto vai dar-te algum tempo com as mãos secas.

 4 . Falta de contato visual.

O contacto visual é igualmente algo complexo.  Se for em demasia, transmitimos intensidade em excesso ao entrevistador. Se for pouca, estarás a transmitir que estás distraído, ou não muito interessado no que o entrevistador está a dizer.

 5 . Inquietação.

Ações como, mexer no cabelo, tocar no rosto, demonstram nervos e insegurança para com o entrevistador.

 6. Parecer distraído ou desinteressado.

Se estiveres constantemente a mexer-te na cadeira, ou a cruzar e a descruzar as pernas, podes estar a enviar uma mensagem ao entrevistador..que estás entediado. Antes deves mostrar interesse, inclinando-te um pouco para a frente, inclinando igualmente a cabeça e acenando-a ocasionalmente aquando do discurso do entrevistador, mostrando que estás atento.

 7. Não sorrir.

Erro crasso. Devemos sorrir, pois tansmite algo de positivo. Ao sorrir transmitimos confiança, abertura, calor e energia. Tem ainda um efeito no neurónio-espelho do entrevistador, fazendo o nosso ouvinte mais predisposto para sorrir também.

A falta de sorriso, pode ser indício de indiferença e não é isso que queremos demonstrar.

  • Artigos Relacionados