Google+ */?>
  • Artigos
  • Carreira
Conseguir novo emprego com Networking? 10 erros a evitar

Conseguir novo emprego com Networking? 10 erros a evitar

1 de Maio de 2013

Nos dias de hoje, o uso de referências para encontrar emprego é mais comum do que nunca. No entanto, cometer erros comuns de networking pode impedir muitos candidatos de serem contratados. Quando se trata de procurar um emprego, não há espaço para erros, especialmente num momento em que todos estão a competir pelo mesmo trabalho que tu.

 1. Descurar o Poder do contacto  ‘cara-a-cara’

Os candidatos “querem fazer tudo on-line, sem haver reunião presenciais”, disse o especialista  em networking e em tecnologia de comunicações, David Strom. “Não há nada que substitua o chegar lá e apresentar-se a pessoas que assim ficam saber quem estão a contratar”.

Num artigo escrito por Ruth Mantell no site do Wall Street Journal intitulado “Networking Mistakes We Often Make”, a mesma concorda com a visão de Strom. Os candidatos a emprego estão a fazer cada vez mais um mau uso da Internet, por confiar demais nas suas redes e esquecendo que há menos espaço para a rejeição quando se encontra com alguém pessoalmente (já não há e-mails sem resposta, por exemplo).

“Vá a pelo menos dois ou três meetups um mês, e traga cartões de visita e apresente-se a pessoas aleatórias”, disse Strom. “Não seja tímido, mesmo que você não seja a pessoa mais extrovertida, fale com um ou dois estranhos nestes meetups, e veja se você pode encontrar um terreno comum.”

2. Esperar demasiado, no imediato

No seu artigo na Inc.com, “Top 5 Most Common Networking Mistakes”, o autor Jeff Haden escreve que é importante para não pedirmos logo de imediato o que queremos aos nossos contatos de networking. Temos que dar antes de pedir.

Tira algum tempo, fica a conhecer o teu contato e ver quais são as competências ou serviços que podes oferecer a essa pessoa. Tenta não pensar ainda acerca do que eles podem fazer por ti. O objetivo é ampliar a tua rede e fazer conexões significativas para que eles possam ajudar-te mais tarde.

 3. Mau Personal Branding

Emdad Khanraduate, consultor de pós-graduação na ‘3 Minute Mile’, diz que os candidatos a emprego – particularmente os Millennials – não estão a criar adequadamente a sua marca pessoal para o mercado de trabalho.

“Qualquer um pode desafiar as suas qualificações e os seus ‘skills'”.

Khan sugere que ter mais consciência de si mesmo pode ajudar com este erro de networking. “Ao  entendermo-nos a nós mesmos, vamos estar melhor ‘equipados’ e mais confiantes em nós mesmos e nos nossos skills. Vê aqui 5 dicas para acelerar a tua liderança.

4. Não se encontrar com número suficiente de pessoas

Embora queiras construir relacionamentos fortes com os teus contatos de redes, o objetivo é falar o maior número de pessoas possível, quando estiveres em eventos de networking, diz um artigo sobre Conexões MasterMind – um site liderado pelo business coach, Chad Coe.

“Faça perguntas e, peça o seu cartão e permissão para permanecer em contato”, diz Coe. “Lembre-se, este não é o momento para fazer uma apresentação de vendas ou para contar a sua história de vida. É o momento de gastar alguns minutos com alguém novo e, em seguida, seguir em frente para falar com outra pessoa. “

 5. Falta de Profissionalismo

“Digamos que alguém tenha encontrado uma maneira de se  ‘demarcar”, disse Khan, “uma forma de se diferenciar, como é que os outros vão saber que você existe?” Embora o LinkedIn e outras redes sociais como Facebook e Twitter tenham tornado mais fácil o networking e ter o seu nome lá fora, muitos candidatos a emprego não conseguem manter uma imagem profissional de si mesmos online.”

“Passe algum tempo a melhorar o seu perfil LinkedIn e desenvolver sua rede”, acrescentou Strom. “Remover as fotos do Facebook que você não deveria ter também.”

 6. Não ser específico

Quando nos deparamos com o que achamos que serão as nossas referências a nível de emprego, temos de ser o mais específicos possível  sobre nossos skills e talentos. 

Num artigo para o The Wall Street Journal, o chefe-executivo  da Dice Holdings, Scott Melland, refletiu sobre um executivo que era demasiado vago: “Um executivo muito experiente disse-me durante um único almoço que ele queria começar uma empresa, voltar para a escola e trabalhar a servir num barco. Como é que se poderia ajudar essa pessoa? O meu palpite é que nem ele sabia o que queria fazer.”

 7. Não ir até ao fim

Outro erro comum em networking que Khan encontra é a falta de seguir o contacto até ao fim.

Ou seja, “Eles esperam que os outros cheguem a eles”, disse ela. “Na maioria das vezes, isso não vai acontecer em contexto de trabalho, e cabe ao candidato a emprego tomar a iniciativa. Às vezes pedimos ‘amizade no Linkedin e depois não fazemos mais nada. Não pode ser.”

Há que fazer um ‘follow up’ com o contacto, enviar um e-mail a perguntar como vão as coisas, construir o relacionamento de networking.

 8. Não ter paciência

“Construir uma relação profissional é muito parecido com uma relação romântica – frágil”, disse Khan.

Dito isto, não podes ter medo de trabalhar duro para construir relacionamentos. De acordo com o website Coaching Sucess, um dos principais erros de rede é a falta de paciência nas conversas e querer lançar a ‘venda’ logo no início.

Terás de construir o seu pitch. Foca-te na outra pessoa por algum tempo e depois encontra maneiras onde poderão estar em sintonia.

 9. Esquecer-se de agradecer

Num artigo na Forbes intitulado “4 Networking Mistakes You Don’t Know You’re Making”, o autor destaca que não demonstrar gratidão aos contactos de networking pode dar uma impressão negativa. Não é isso que queres.

Tendo em conta que as nossas vidas são ocupadas e que por vezes podemo-nos esquecer de enviar um cartão de agradecimento, a solução pode passar por lembretes no Gmail para os enviar aos contactos novos, e disponibilizarmo-nos para algo que possamos fazer.

10. Não se vestir adequadamente

Quer se trate de uma participação tua num evento de networking ou um simples encontro com um contato para almoço – ou mesmo uma conversa via Skype – vestir-se profissionalmente é algo que devemos ter sempre em mente.

Dan Woog, escreveu no site Monster.com que “um evento de networking pode ser um ensaio para uma entrevista de emprego, mas ninguém vai ajudá-lo a abrir a porta, se você dá a impressão que vai ser desleixado uma vez que a mesma se abrir”.

Lembra-te, és tu quem terá que agir de forma a convencer os outros de que está pronto a trabalhar e ser um profissional.

Adaptado de ’10 Common Networking Mistakes To Avoid’ de Belen Chacon

Lê também:

– ‘Tendências 2013 para o teu curriculum

– ‘5 dicas para acelerar a sua liderança

  • Artigos Relacionados