Google+ */?>
  • Artigos
  • Carreira
Os 5 maiores erros nas candidaturas a emprego

Os 5 maiores erros nas candidaturas a emprego

13 de Maio de 2013

Todos nós cometemos erros, e isso é o que nos torna humanos. Mas quando você está à procura de um novo emprego, é importante minimizar os erros da sua candidatura, pois podem custar-lhe o cargo.

Os 5 maiores erros nas candidaturas a emprego

Aqui estão alguns dos maiores erros em candidaturas a emprego (e como evitá-los):

1- Erros ortográficos / gramaticais

Este tipo de erro, apesar de parecer pequeno na sua natureza, pode significar um ‘cartão vermelho’ dos empregadores. Mostra falta de atenção aos detalhes e muitos recrutadores irão pensar que você fez a sua candidatura a correr ou ‘em cima do joelho’.

Como evitar este erro: Tome o seu tempo a fazer as candidaturas e se tiver alguém que possa dar uma olhada antes de enviar é bom. Imprima as suas respostas e leia-as em voz alta e poderá encontrar algum erro que as vezes a simples visualização no monitor do computador não encontra.

2- Não seguir as instruções dadas

Isto é algo que toda a gente aprende na escola, mas é incrível como tantas pessoas ainda não sabem ler as instruções! Cada candidatura que faça é diferente ou exige uma resposta diferente, sendo importantíssimo ler todos os passos da mesma.

Como evitar este erro: Preste atenção e faça a candidatura com calma! Se você está com pressa, provavelmente é porque está a candidatar-se a muitas vagas que não são as indicadas para o seu perfil, e aí deverá repensar a sua estratégia.

3- Enviar candidaturas para posições não indicadas para o seu perfil

Este é um grande erro. Mostra que realmente você não entende o que o empregador procura e espera que o seu perfil vá encaixar em apenas alguns dos requisitos pedidos.

Como evitar este erro: Leia atentamente a descrição do trabalho, qualificações e requisitos de habilitações. Mostrar ao empregador claramente através do seu cv como o seu perfil se encaixa nos requisitos pedidos tendo em conta a sua experiência anterior, habilidades e conhecimentos. Isto aumenta a probabilidade de ser escolhido para ir a entrevista (vê aqui o guia para  uma entrevista bem sucedida).

4- Escrever uma carta Genérica e não específica para a empresa

A sua carta de apresentação deve contar uma história convincente e fazer com que o recrutador fique interessado ​​em passar para a análise do seu currículo. A carta deve conter também se possível o nome do recrutador e descrever exatamente as razões pelas quais é o melhor candidato para o cargo.

Como evitar este erro: escrever uma nova carta para cada posição a que se candidata. Embora possa haver semelhanças, adapte sempre a sua carta à candidatura em questão. Vê aqui novas tendências deste ano para o teu curriculum.

5- Não ir além da descrição do trabalho

É imperativo que pesquise a organização na qual você está a candidatar-se. Precisa de conhecer a sua atividade, como está estruturada, e sua missão, valores e objetivos, a fim de determinar a forma como você se vai encaixar na mesma. Este aspeto é vital para chegar longe no processo de recrutamento.

Como evitar este erro: Realize uma simples pesquisa no Google sobre a organização. Veja o site da empresa, assim como a sua presença nas redes sociais – LinkedIn / Twitter / Facebook, leia opiniões da organização e os seus produtos, e procure artigos recentes notícias que mencionem a empresa.

Lê também:

– ‘Tendências 2013 para o teu curriculum

– ‘5 dicas para acelerar a sua liderança

– ‘10 erros a evitar no networking

  • Artigos Relacionados