Google+ */?>
  • Artigos
  • Carreira
Entrevista: Queres o emprego? A tua linguagem corporal transmite isso?

Entrevista: Queres o emprego? A tua linguagem corporal transmite isso?

12 de Agosto de 2013

Saber ler e compreender a linguagem corporal é fundamental para o sucesso numa entrevista de emprego. A comunicação não-verbal pode ajudar-nos a entender aquilo que os entrevistadores estão a pensar, fazendo com que possamos ajustar a nossa própria postura e a nossa comunicação não verbal de forma a estabelecermos o chamado rapport, ou seja, estar em sintonia com o entrevistador.

Alguns aspetos a ter em conta:

 1. O aperto de mão. O peixe molhado Vs triturador de ossos

O aperto de mão conta a história de cada um de nós. Tu apertas a mão de forma suave?  Ou é tipo um “triturador de ossos”? Geralmente as pessoas agressivas têm apertos de mão firmes, sendo que aqueles com baixa auto-estima têm apertos flácidos, tipo “peixe molhado”.

 Cuidados a ter num aperto de mão:

 · Certifica-te que tens as mãos limpas e cuidadas.

 · Assegura-te que as mãos estão quentes, mas livres de transpiração.

 · Executa o aperto de mão de forma profissional e educada, com um aperto firme e um sorriso caloroso.

 2. O que dizem os teus olhos?

As regras de contacto visual podem variar nos vários países. No mundo ocidental estabelecermos um contacto visual em 60% da conversa transmite segurança da nossa parte.

Maior contacto visual com os olhos do que o mencionado acima, podemos vir a parecer muito intensos; se for muito abaixo disso corremos o risco de parecer desinteressados.

3. Postura!

A postura é algo muito importante numa entrevista. Conseguir estar com uma postura correta e direita faz com que a nossa confiança suba. Da próxima vez que te sentires em baixo, presta atenção ao modo como estás sentado, ou como à tua postura de pé.

Muitas vezes deixamos cair os ombros para baixo e para dentro. Acontece que recolhemos o peito e inibimos a respiração, o que nos pode fazer sentir nervosos ou desconfortáveis.

4. Os braços também ajudam.

A posição dos nossos braços dão pistas de como abertos e receptivos somos, por isso um bom truque é mantermos os braços ao lado do corpo. Isso mostra que não estamos com medo de assumir o que aí vem.

 As pessoas mais calmas tendem a mover os braços para longe do corpo com menos frequência do que as pessoas mais extrovertidas, que usam os braços com grandes movimentos. O ideal será manter os gestos dentro da moldura do corpo, senão corremos o risco de transmitir pouco auto controlo. Uma ação a evitar sempre é o cruzar os braços durante a entrevista.

 5. Como está o teu ‘jogo de pernas’?

As nossas pernas tendem a mover-se muito mais quando estamos nervosos. Desta forma, tentar mantê-las o mais imóveis possível durante a entrevista pode dar-nos vantagem.

Não se deve cruzar as pernas durante uma entrevista de emprego, uma vez que cria uma barreira entre o entrevistado e o entrevistador. Quando cruzamos o tornozelo no joelho, já é geralmente entendido como um cruzar de pernas mais defensivo que é conhecida como a “figura de quatro”.

  • Artigos Relacionados