Google+ */?>
  • Notícias
  • Sociedade
Salários Mínimos na Europa: Como evoluíram nos últimos 10 anos?

Salários Mínimos na Europa: Como evoluíram nos últimos 10 anos?

3 de Janeiro de 2020

No continente europeu existem ainda assimetrias no que respeita aos salários mínimos dos seus vários países. Vê neste artigo como se coloca Portugal.

No que toca à União Europeia, Portugal é o país com o salário mínimo mais próximo do salário médio, mesmo estando a meio da tabela em termos brutos, conforme os dados dados divulgados pelo Eurostat do ano passado.

Tendo em conta a última subida do salário mínimo de 600 para 635 euros a 01 de janeiro deste ano, Portugal está no segundo grupo definido pelo Eurostat, com valores entre os 500 e os 1.000 euros, juntamente com a Croácia, Chéquia, Eslováquia, Polónia, Estónia, Lituânia, Grécia, Portugal, Malta e Eslovénia; os seus salários mínimos nacionais variavam entre 506 EUR na Croácia e 887 EUR na Eslovénia.

Os Estados-membros com salários mínimos mais baixos são a Bulgária, Letónia, Roménia e Hungria; os seus salários mínimos nacionais variam entre 286 EUR na Bulgária e 464 EUR na Hungria.

Os salários mais altos da Europa

No grupo dos países cujos salários mínimos eram pelo menos 1 000 EUR por mês em janeiro de 2019 encontramos a Espanha, Reino Unido, França, Alemanha, Bélgica, Países Baixos, Irlanda e Luxemburgo; os seus salários mínimos nacionais variavam entre 1 050 EUR em Espanha e 2 071 EUR no Luxemburgo.

Suíça é dos países que conta em média com um dos  salários mais altos da Europa, entretanto ainda não há um salário mínimo definido por lei. Chegou a haver um debate sobre a implementação de um salário mínimo nacional no Tribunal Federal Suíço sendo que o valor esperado seria de 20 francos suíços por hora. Multiplicando por 41 horas semanais, daria um total de 3.480,00 francos suíços por mês (cerca de € 3.096 euros).

No norte da Europa em países como a Dinamarca e a Noruega encontramos igualmente salários altos. Na Noruega, a média salarial é € 4.500,00, enquanto a Dinamarca possui uma média de € 2.700.00.

À imagem da Suíça, na Itália também não existe um salário mínimo fixado, sendo que a média de salário ronda os € 1.000,00 para um trabalhador pouco qualificado. Os salários sobem para uma média de  € 1.400,00 e € 1.850,00 para trabalhadores mais qualificados.

Os salários mínimos na Europa – 2019

  1. Luxemburgo €1998,59
  2. Holanda €1563,25
  3. Irlanda €1615
  4. Bélgica € 1453
  5. França € 1.498,00
  6. Alemanha €1522
  7. Reino Unido £ 1.299,75 (libras)
  8. Espanha € 900
  9. Eslovênia € 886,63
  10. Malta € 649
  11. Grécia €650
  12. Portugal € 600
  13. República Checa € 518

Evolução nos últimos dez anos

Se formos até janeiro de 2009,  comparando os salários mínimos (expressos em euros) foram mais elevados em janeiro de 2019 em todos os Estados-Membros da UE onde existe um salário mínimo nacional, exceto na Grécia, onde baixou 16 % (acumulados ao longo de 10 anos, com uma taxa de variação média anual de -1,5 %). Entre janeiro de 2009 e janeiro de 2019, a taxa de variação média anual dos salários mínimos foi mais elevada na Roménia (11,6 %) e na Lituânia (9,1 %). Além disso, a Bulgária (8,8 %), a Estónia (6,9 %) e a Letónia (6,6 %), bem como a Polónia (6,2 %) registaram aumentos significativos.

  • Artigos Relacionados