Google+ */?>
  • Notícias
  • Sociedade
Anunciado o início do fim das apresentações obrigatórias dos desempregados

Anunciado o início do fim das apresentações obrigatórias dos desempregados

28 de Junho de 2016

O Bloco de Esquerda garantiu um acordo  existente com o Governo para acabar com as apresentações quinzenais dos desempregados nos centros de emprego.

Catarina Martins, anunciou este propósito na abertura da convenção que decorreu em Lisboa. No discurso da porta-voz do Bloco de Esquerda pôde ouvir-se: “Não aceitamos medidas que não servem nem para formação nem para encontrar emprego e que atribuem aos desempregados e desempregadas a culpa do desemprego. É preciso acabar com a perseguição das vítimas da crise. Há já acordo com o Governo e vamos acabar com a humilhação da apresentação das apresentações quinzenais”.

Está já marcado pelo Bloco um debate potestativo no Parlamento sobre este assunto.

Fonte do gabinete do ministro do Trabalho admite a existência de uma plataforma de entendimento sobre a questão das deslocações periódicas aos centros de emprego, mas garante que o Governo não abdica de um controlo efectivo da atribuição do subsídio de desemprego, remetendo para eventuais novidades para quarta-feira, dia em que o desemprego será tema de debate no Parlamento.

Catarina Martins, diz ainda: “Tivesse o Bloco tido mais força e o Banif não tinha sido entregue ao Santander. Tivesse o Bloco mais força e o governador do Banco de Portugal não continuava a assustar o país com ameaças de colapso bancário umas atrás das outras. Tivesse o Bloco mais força e Portugal não tinha assinado com a Turquia a vergonha do acordo anti-humanitário que é o contrário do que a Europa tinha que fazer”, disse Catarina Martins, que usou a frase “cumprimos a nossa palavra”, fazendo lembrar o mote do congresso do PS, que decorreu no início de Junho, e que teve como a frase de apresentação a expressão “prometemos, cumprimos”.

  • Artigos Relacionados