Google+ */?>
  • Notícias
  • Sociedade
Prometeu e cumpriu: fundador da GoPro ‘paga’ promessa de 200 milhões de euros

Prometeu e cumpriu: fundador da GoPro ‘paga’ promessa de 200 milhões de euros

18 de Maio de 2015

Mais de uma década depois, Nick Woodman, CEO e Fundador da GoPro, cumpre a promessa feita ao colega de quarto da universidade. Esta promessa custou-lhe cerca  de 200 milhões de euros.

Esta história remonta aos tempos em que ambos frequentavam a universidade da Califórnia, altura em que Nick Woodman, prometeu ao colega Neil Dana que lhe daria 10% do valor que obtivesse da venda de ações da GoPro.

Neil Dana, que foi o primeiro funcionário da empresa que comercializa a famosa câmara fotográfica, trabalha ainda na empresa como diretor de um departamento na área da música e vendas, reclamou o seu direito às ações prometidas pelo seu colega. Assim sendo, e tendo Woodman acordado que iria restituir o valor destas ações à própria empresa, acabou por ficar mais pobre em cerca de 229 milhões de dólares (cerca de 200 milhões de euros), que foi o valor estimado no fecho da bolsa na passada segunda-feira, das ações ‘oferecidas’ a Neil Dana.

Nick Woodman, segundo a Bloomberg foi o CEO mais bem pago nos Estados Unidos, recebendo 285,3 milhões de dólares e tem uma fortuna avaliada em 2,3 mil milhões de dólares.

Outra coisa também ficamos a saber: ele cumpre as suas promessas.

  • Artigos Relacionados